21 2563 1919

Menu Auxiliar

Início >> Acontece >> Vida e Carreira >> Um novo estudo da Jobvite Plataforma de Recrutamento

Text Resize

-A +A

Um novo estudo da Jobvite Plataforma de Recrutamento

qui, 23/10/2014 - 20:00 -- Ryam Barroso

Um novo estudo da Jobvite Plataforma de Recrutamento

Vida e Carreira
23 Outubro 2014

Por Maura Xerfan
Coordenadora do Serviço de Orientação à Carreira (SOC) da UniCarioca.

Um novo estudo da Jobvite Plataforma de Recrutamento (Site http://www.jobvite.com) voltou a chamar a atenção para a competitividade de mercado de trabalho e destacou táticas que as empresas usam para encontrar, contratar e reter talentos, em especial, o uso das mídias sociais.

Aqui estão alguns dos principais tópicos:

Recrutadores:

- 69% dos recrutadores esperam que a concorrência a aumentar em 2015.
- LinkedIn continua a ser a rede eleita pelos recrutadores de escolha, embora 83% dos candidatos a emprego estão no Facebook.
- 73% dos recrutadores disseram que, para competir com outros empregadores eles destacam a cultura da empresa em seus anúncios. Mais os benefícios e os horários flexíveis de trabalho aparecem também com destaque 51% e 45%%, respectivamente.
- Mais seletivos, os candidatos a emprego estão sempre em busca de uma melhor oportunidade. Os colaboradores, geralmente, deixam a empresa, devido à alta remuneração em outro lugar (61%).
- O desenvolvimento pessoal e profissional faz uma boa diferença para os candidatos. O potencial de crescimento em longo prazo é a segunda razão pela qual os colcaboradores buscam novas oportunidades. (44%).
- O LinkedIn continua a ser ferramenta de recrutamento mais popular, 94% dos recrutadores usam. Facebook é a segunda maior com 66%.
- Surpreendentemente, apenas 18% dos recrutadores consideram-se especialistas em “recrutamento sociais”, 31% deles se consideram novatos.

Celular:

- Os recrutadores planejam investir mais em recrutamento sociais (73%).
- Os recrutadores utilizam celular para encontrar candidatos das seguintes maneiras:

  • 22% Post de Vagas.
  • 36% Procura de candidatos.
  • 41% contato com cadidatos
  • 30% Anúncios em redes Sociais
  • 40%  Encaminham currículos de colegas
  • 43% dos candidatos a emprego usam celulares em sua busca de trabalho, mas 59% dos recrutadores atualmente investir nada não investem nada em sites/aplicativos de carreira móveis. O estudo aponta uma tendência de que isso irá mudar rapidamente.

- Aqueles que já utilizam os celulares já percebem  um aumento no engajamento:

  • Menor tempo para contratar (14%)
  • Melhoria na qualidade do candidato (13%)
  • Melhoria na qualidade de contratações (19%)
  • Melhoria da qualidade de referências (10%)

Mídias Sociais:

O Recrutamento social é agora uma prática comum para os recrutadores – 93% afirma usar para apoiar os seus esforços de recrutamento.

Os recrutadores estão considerando cada vez mais a sério os perfis m redes sociais:

  • 55% mudaram de ideia sobre um candidato com base em algo que viram em seu perfil nas redes sociais. - Cuidado com o que você posta!
  • 73% dos recrutadores ter contratado um candidato através da mídia social, o LinkedIn é a rede mais popular, com 79%.
  • 26% dos recrutadores têm usado o Facebook para contratar os candidatos.
  • 14% dos recrutadores usaram o Twitter.
  • Apenas 7% foram contratados por meio de um blog.
  • 93% dos recrutadores irá consultar o perfil social do candidato antes de tomar uma decisão de contratação.

A experiência profissional é o item mais buscado pelos recrutadores nas redes,  97% no LinkedIn, 20% do Facebook.

A estabilidade profissional é outro item relevante no olhar dos recrutadores que acessam o LinkedIn e o Facebook em suas pesquisas.

Candidatos com posts relacionados com a empresa ou seu segmento  são desejados por 88% dos recrutadores no LinkedIn, 27% no Facebook.

Algumas das táticas usadas pelos recrutadores nas  redes sociais são:

  • Facebook:  Exposição da marca (59%), Vagas (48%), Gerar referências de funcionários (51%)
  • Twitter: Exposição da Marca  (44%), Vagas (39%), Gerar referências de funcionários (32%)
  • LinkedIn: Procurar por candidatos (95%), Contato com candidatos (95%), Manter relacionamento com potenciais candidatos (93%)

Fonte: theundercoverrecruiter.com/social-recruiter-study-2014/?utm_content=buffera0eb3&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&utm_campaign=buffer

Edição 11, da série Vida e Carreira, organizada pelo Serviço de Orientação à Carreira (SOC) da UniCarioca.

0 Comentário(s)

Comentar