Melhores projetos de Gestão de Pessoas são premiados na 39ª edição do Prêmio Ser Humano | UniCarioca | Centro Universitário Carioca
Nós te ligamos

Acontece
Notícias

Na Mídia

Melhores projetos de Gestão de Pessoas são premiados na 39ª edição do Prêmio Ser Humano

27/11/19

Melhores projetos de Gestão de Pessoas são premiados na 39ª edição do Prêmio Ser Humano
Cultura carioca é destaque em noite no Copacabana Palace

A grande noite de celebração da 39ª edição do Prêmio Ser Humano, realizada no último dia 19, no Belmond Copacabana Palace, tradicional e luxuoso hotel da Cidade Maravilhosa, trouxe elementos que marcam a cultura e pontos turísticos do Rio de Janeiro, como os Arcos da Lapa, o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar. O evento promovido pela ABRH-RJ e organizado pelo Grupo HEL (Hotéis, Eventos e Lazer) premiou empresas e organizações que foram destaque em 2019, com projetos voltados para o desenvolvimento da gestão de pessoas. Entre os presentes, tivemos personalidades como a presidente da Federação Mundial de RH, Leyla Nascimento e o presidente da ABRH-Brasil, Paulo Sardinha. A abertura da premiação ficou por conta da bateria da escola de samba da Grande Rio, que deu um verdadeiro show e empolgou o público presente exaltando o Rio de Janeiro na sua apresentação. 

A presidente da ABRH-RJ, Lucia Madeira, ressaltou a resiliência do Rio de Janeiro e das empresas na cerimônia de premiação: “O mais importante é a perseverança do Rio de Janeiro e dos Recursos Humanos das empresas do estado que, mesmo passando por dificuldades, não deixam de promover práticas importantes para o desenvolvimento de pessoas. A presença disso no Prêmio Ser Humano representa um Estado que se reinventa e não desiste”, ressalta.

O Instituto Fundação João Goulart também representa muito bem a resistência da Cidade. Eles foram finalistas do Prêmio Ser Humano durante dois anos e agora, participando pela terceira vez, conseguiram conquistar o troféu. Para Ana Claudia Rodrigues Daflon Lescaut, do Instituto Fundação João Goulart, da Prefeitura do Rio de Janeiro, vencedora na categoria Organização do Setor Público com um projeto que identifica soluções pela formação de grupos multi setoriais, permitindo o aprendizado, receber o prêmio demonstra o valor que a gestão de pessoas possui em qualquer organização, até mesmo do serviço público.

Já Pedro Henrique Santos Medeiros, vencedor na categoria Trabalhos Acadêmicos pela UniCarioca com o projeto “Marca Empregadora”, que impacta na captação de talentos, receber o Prêmio Ser Humano da ABRH-RJ é algo que todo profissio-nal de Recursos Humanos almeja. A Braskem – unidade Duque de Caxias - foi vencedora com a idealização da Fábrica do Saber, na modalidade Média e Grande Empresa. Para a Gerente de Recursos Humanos, Raquel Valle de Oliveira Linhares, levar o prêmio é um reconhecimento do trabalho do setor de RH.

A Petros foi a vencedora na categoria Organizações do Terceiro Setor, com o projeto que falou sobre desenvolvimento de pessoas em um cenário de orçamento reduzido. De acordo com a analista de Gestão de Pessoas da Petros, Mohana Barboza Tavares, levar o prêmio é ter a realização de um trabalho reconhecido, feito desde 2015. Já a categoria Micro e Pequena Empresa teve como vencedor a franquia Rei do Mate – Leader Plaza, com o projeto Treinamento Cult. Segundo Maurício Salkini, responsável pela loja, ter um trabalho validado pela ABRH é uma alegria para o pequeno empresário e ser vencedor é sensacional.

Foram finalistas na 39ª edição do Prêmio Ser Humano a BRASILCAP Capitalização S/A, Wilson Sons, IBGE, BB Tecnologia e Serviços, Fetranspor, UFF e IAG PUC-Rio. Também foram classificadas a B Braun, Capemisa, Carl Zeiss, Cataratas do Iguaçu, Hotéis Othon, Ibmec, Invepar, MA Automotive, Manuchar, Mongeral Aegon, Naturgy, Petrobras Distribuidora, Porto do Açu, Prumo Logística, PUC-Rio,  Queiroz Galvão, Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, TIM, Unimed Rio, Unimed Volta Redonda e Veirano Advogados.

FONTE