Um mergulho no autoconhecimento | UniCarioca | Centro Universitário Carioca
Nós te ligamos

Acontece
Notícias

Artigos

Um mergulho no autoconhecimento

25/11/19

Por Celso Niskier

As cachoeiras caudalosas de Pirenópolis, em Goiás, foram testemunhas de um momento único nos quase quarenta anos de história da ABMES: lá reunidos durante o feriado de 15 de novembro, dezesseis membros da equipe administrativa da associação puderam usufruir de um fim de semana de relaxamento, confraternização e profundo mergulho dentro de si mesmos.

Sob a liderança do Prof. Klebér Tani, um dos mais respeitados professores de Meditação e Bem-Estar do Brasil, auxiliado pela sua filha Camila, os profissionais da ABMES puderam curtir a natureza, as delícias da culinária goiana, incluindo o famoso e polêmico pequi, e também experimentar e aprofundar o conhecimento da técnica milenar da meditação, que serve para propiciar o autoconhecimento e a redução do estresse.

Cada vez mais, empresas, do mundo inteiro, têm apostado na meditação como forma de melhorar a qualidade de vida de seus funcionários e, como consequência, transformado positivamente o ambiente de trabalho, gerando mais empatia, melhor trabalho em equipe e mais produtividade. Ao olhar para dentro de si, o colaborador encontra uma fonte infinita de paz e bem-aventurança, que o sustenta mesmo em tempos difíceis. Afinal, como dizia o filósofo grego Epiteto, somos impactados não pelos fatos em si, mas pela interpretação que damos aos fatos. Uma mente tranquila conduz a uma vida tranquila.

A meditação possui comprovação científica de sua eficácia, amparada por centenas de trabalhos já publicados em periódicos de prestígio mundial. Não é, como muitos pensam, mais uma religião. É uma técnica que pode ser incorporada no dia-a-dia de cada pessoa, e, se praticada duas vezes por dia, durante quinze a vinte minutos, produz uma melhora no bem-estar do praticante, que se reflete em vários aspectos da sua vida, incluindo o lado profissional.

Essa iniciativa foi um passo inicial, pequeno, mudando a direção do pensar e do agir dos que participaram dessa experiência. É preciso dedicação e disciplina, nas primeiras semanas de prática, para que os novos caminhos neuronais do cérebro do praticante possam ser consolidados, através da chamada neuroplasticidade. No entanto, os que persistem testemunham os benefícios da prática. A ABMES, como organização inovadora e acolhedora, se orgulha de impulsionar assim a transformação da vida de seus membros, uma respiração de cada vez.

Bora meditar?

---
Celso Niskier é  Diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) e Reitor do Centro Universitário UniCarioca

Fonte: ABMES