UniCarioca 30 anos | Mulheres que Inspiram | UniCarioca | Centro Universitário Carioca

Vestibular 2020

Dê o próximo passo
na sua vida!

Quero me inscrever

Receba + info

Ver mais
Nós te ligamos

Acontece
Notícias

Entrevistas

UniCarioca 30 anos | Mulheres que Inspiram

06/03/20

Durante os 30 anos da UniCarioca, muitos profissionais passaram pela nossa história e marcaram nossa trajetória. Neste Dia Internacional da Mulher, ouvimos algumas das mulheres que ajudaram a construir a UniCarioca.
 
Confira o depoimento de algumas dessas #MulheresqueInspiram:

Andrea Niskier 
"Vi nascer a UniCarioca. Abracei essa jornada, junto com o Celso, superando desafios pessoais e profissionais. Tenho muito orgulho da evolução da UniCarioca. E sou muito grata por cada capítulo dessa história, que me permitiu também evoluir."
 
Cristina Telles - Gerente de Recursos Humanos
Comecei minha trajetória profissional como educadora. Depois de quase 15 anos na área acadêmica, uma inquietação me fez buscar o MBA na área de Recursos Humanos e o Mestrado em Gestão Empresarial. Como estudiosa da construção do conhecimento, sempre fui movida pela criatividade e precisava alçar novos voos. Saí da carreira acadêmica para executiva, atuando como Gestora de Recursos Humanos nos segmentos de Saúde, Educação e Hotelaria, além de ter prestado consultoria. Em 2012, tive a oportunidade de voltar ao ambiente do Ensino Superior, dentro da UniCarioca, como gerente de Recursos Humanos, e também responsável pela área de Carreiras. Tenho propósito e sinto felicidade e orgulho pelas minhas conquistas profissionais! ”
 
Gisele Amaral - Coordenadora de Assuntos Institucionais
“Desde que cheguei à Faculdade Carioca, em 1995, somente com o Ensino Médio completo, sempre aceitei os desafios e recebi muitos estímulos. A superação desses desafios me fez alçar voos profissionais que jamais imaginei. Consegui concluir duas faculdades, um curso de pós-graduação, dois MBAs e um mestrado. Quando eu trabalhava em uma padaria e pensava em parar de estudar, uma professora do Ensino Médio me perguntou o que eu queria para a minha vida. Isso mexeu tanto comigo que pedi demissão no dia seguinte e me matriculei em um curso de datilografia. Com o curso, consegui, aos 18 anos, um emprego na Secretaria Estadual de Educação. Naquela época, porém, nem sonhava em fazer faculdade, um sonho muito distante dos meus pais, que não conseguiram concluir o Ensino Fundamental. ”
 
Lana Silva - Coordenadora Geral Pedagógica
“Cheguei à UniCarioca em 2002, como aluna, para fazer pós-graduação em EAD. Na época, eu era Oficial da Marinha, na área de pedagogia e estava envolvida com a EaD no contexto militar. Em 2004, após cumprir meu tempo na Marinha, quando meus familiares achavam que eu iria para a reserva e teria mais tempo para ficar com eles, surgiu o convite tentador de fazer parte da equipe da UniCarioca. Aceitei o desafio e foi uma das melhores escolhas que fiz, onde me foi dado o privilégio de trabalhar na formação dos futuros pedagogos e na coordenação de projetos pedagógicos institucionais. ”
 
Nara Lobo - Bibliotecária 
"Formada em pedagogia, com especialização em biblioteconomia, trabalhei durante anos na biblioteca do Serpro. Um colega do Serpro, que já trabalhava na Faculdade Carioca de Informática, avisou que Professor Celso estava procurando uma pessoa para organizar a biblioteca. Resolvi conhecer a Faculdade Carioca de Informática, gostei muito do ambiente. Comecei a trabalhar lá, ainda nas instalações do colégio São Pedro de Alcântara, em Botafogo, em 1990. Logo me afeiçoei aos alunos e à equipe. Em 1996, comecei a estruturar a biblioteca no prédio do Rio Comprido, ainda em construção. Durante oito anos, trabalhava sozinha, recebendo comissões do MEC e ajudando em eventos. Passamos de 240 livros para cerca de 60 mil unidades que compõem o acervo da biblioteca da unidade Rio Comprido. Apesar de aposentada, continuo comprometida com a UniCarioca. ”
 
Barbara Avellar - Gerente de Rede
“Há 18 anos iniciei minha trajetória profissional na UniCarioca, buscando fazer a diferença. Hoje, sou gerente de operações da rede e mãe de 4 filhos. Independentemente de ser mãe ou não, casada ou não, cada mulher tem o direito de lutar pelo lugar que ela quiser e agradeço a UniCarioca por sempre me permitir isso. Espero que minha história inspire muitas mulheres por aí que batalham todos os dias pelas melhores oportunidades. ”